Vila Céu do Mapiá

A Vila Céu do Mapiá está situada nas cabeceiras do Igarapé Mapiá, a 30 km do Rio Purus na Mesorregião do Sul Amazonense, entre a Microrregião do Purus e Microrregião da Boca do Acre, no município de Pauini. A vila localiza-se dentro da Reserva Nacional do Inauiní-Pauiní – uma das mais preservadas áreas da Amazônia ocidental brasileira. Em 1990, com a aprovação da comunidade, o governo brasileiro criou com o Decreto N° 96.190, de 21 de junho de 1988 a Floresta Nacional Purus numa área de 256.000 ha, tendo a vila do Céu do Mapiá como uma espécie de capital.

As Florestas Nacionais são uma categoria de Unidade de Conservação de Uso Sustentável instituída com os objetivos de promover o manejo dos recursos naturais, garantir a proteção dos recursos hídricos e belezas cênicas, e fomentar o desenvolvimento de pesquisa, recreação, lazer e turismo.

No Estado do Amazonas existem 19 FLONAS, que perfazem um total de 10.406.627 hectares, o que representa 6,6 % de todo o território do Estado (IBAMA, 2007). Porém a maioria não possui as condições necessárias para efetiva implantação, impossibilitando o cumprimento dos objetivos para os quais foram criadas.

A Floresta Nacional do Purus (FLONA do Purus), localizada no município de Pauini – AM é uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável que abrange 256.000 hectares de florestas altamente conservados. Tem por objetivo garantir a conservação e o desenvolvimento sustentável em uma das maiores áreas de floresta contínua do planeta.

A comunidade da Vila Céu do Mapiá, com cerca de 600 habitantes, constitui o maior núcleo populacional da FLONA do Purus. Representada pela Associação de Moradores da Vila Céu do Mapiá (AMVCM) e organizada em diversas instituições, movimentos, projetos e frentes de trabalho, a comunidade trabalha em parceria com entidades governamentais e não governamentais buscando promover a conservação ambiental aliada à melhoria da qualidade de vida para os moradores da área, com vistas ao desenvolvimento de um modelo de ocupação sustentável adequado ao contexto amazônico.

Menu